Como fazer o diagnóstico do seu sistema de direção

Descubra os sinais que o veículo fornece quando há problemas no sistema de direção

O sistema de direção é responsável por transmitir a força do volante para as rodas, portanto possibilita a movimentação do veículo. Por conta do movimento do volante, a coluna de direção transmite essa força para a caixa de direção, onde está localizado o pinhão. Ele, junto da cremalheira, que está conectada a ela e às barras de direção, giram juntos.

Com essa atividade, as barras acionam os terminais de direção para que a suspensão se movimente. A partir disso, a força do conjunto é levada até as rodas e, dessa forma, o carro se move.

Sendo assim, é possível notar que o sistema de direção é fundamental para o bom funcionamento do veículo. Por conta disso, ele deve estar em bom estado, mas complicações podem surgir como em qualquer peça.

Confira como identificar problemas no sistema de direção.

Geralmente, o veículo começa a dar sinais de que há algo errado com o sistema de direção:

  • Tremor no volante

Possivelmente as vibrações do volante sinalizam complicações na caixa de direção, principalmente quando ocorrem em baixas velocidades.

  • Folga na direção 

É um problema comum, geralmente o condutor o percebe quando o volante é movimentado e as rodas não acompanham o comando. Algumas coisas que podem gerar essa complicação são: terminal de direção com folga, transtornos de fixação entre a coluna de direção e a caixa, terminais da direção com defeito e buchas da bandeja ou braço oscilante com desgaste excessivo. 

A folga na direção é muito perigosa, na medida em que a condução do veículo se torna indeterminada.

  • Direção dura e pesada

Se o motorista está usando muita força para manobrar o carro, principalmente em sistemas hidráulicos ou elétricos, provavelmente há algo errado com o sistema de direção.

  • Ruídos

Os ruídos gerados a partir de manobras realizadas podem denunciar diversos problemas no carro, inclusive na caixa de direção. 

Portanto, é sempre indicado que o motorista ao identificar qualquer dos sinais acima, leve seu veículo para uma oficina mecânica de confiança. Assim, os profissionais identificam e solucionam a questão da maneira correta.

Manutenção preventiva veicular

É sempre importante lembrar a importância da manutenção preventiva. Ela consiste em revisões periódicas que têm como objetivo verificar o estado das peças do veículo. 

Os itens avaliados nesse processo são: pneus, suspensão, motor, fluido de freio, óleo, sistema de direção, entre outros.

Entre as vantagens de realizar a manutenção preventiva estão economia e segurança. Essas revisões antecipam possíveis complicações. É recomendado realizá-la de 6 em 6 meses.

Tipos de direção veicular

Existem quatro tipos de direção veicular: mecânica, hidráulica, elétrica e eletro-hidráulica. Confira as diferenças entre elas.

Mecânica

A direção mecânica é conhecida por não ser tão confortável. Ela não tem nenhum auxílio, isto é, depende da força dos braços condutores. Esse modelo é bem rígido e não é comum que sofra grandes problemas. Reparos e peças da direção mecânica costumam ser mais baratas.

Hidráulica

Esse modelo tem elementos que auxiliam na suavidade da direção, que é conhecida por sua maciez. Esse sistema pode ter alguns problemas como o aumento do consumo de combustível, já que utiliza artifícios do motor para o compressor girar.

Elétrica

A direção elétrica, que possui um preço elevado, não necessita de fluidos ou bombas para ajudar na movimentação das rodas, diferentemente do sistema hidráulico. O empenho realizado para que as rodas girem é feito exclusivamente pelo motor elétrico. 

Há também a direção que une as duas anteriores, a eletro-hidráulica. Ela garante mais conforto ao condutor.

Independentemente do tipo de direção, é ideal ficar atento aos possíveis problemas e sinais que o veículo pode fornecer. Lembre-se de que ao qualquer problema perceptível relacionado com o sistema de direção, é ideal que o motorista leve o veículo para uma oficina mecânica com credibilidade.

Leia Mais
Conheça as peças de reposição Motorcraft, Omnicraft e a plataforma Autobusca