A volta do motor V12 é a aposta da Nova Ferrari Daytona SP3

Com apenas 599 unidades, o terceiro modelo da série Icona já esgotou

Apresentada na última semana de novembro em Mugello, na Itália, a nova Daytona é capaz de ir de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos. O lançamento faz parte de uma série de carros especiais inspirados em máquinas de grande sucesso do passado, denominada Icona.

A série Icona

Com o nome de “ícone” em italiano, a série conta com três carros especiais. Inicialmente idealizada em 2018, contou com o lançamento dos carros Monza SP1 e SP2 na época e conta agora com a Daytona.

Monza SP1 e SP2

Os dois primeiros lançamentos da Ferrari têm dimensões idênticas. Os roadsters contam com 4,6m de comprimento, 1,15m de altura, 2m de largura, dois lugares e sem teto – as famosas barchettas.

Inspirados na Ferrari 16MM Barchetta de 1948, ambos os modelos contam com o mais potente motor V12, 810cv, 6.5 litros e torque de 71,3 mkgf.

A SP1 conta com apenas um lugar, dando uma experiência diferenciada ao motorista; já a SP2 conta com dois lugares para compartilhar esta inigualável experiência automobilística.

Sua nomenclatura é inspirada nas Ferraris 750 e 860 Monza, vencedoras de várias provas do World Sports Car Championship.

A Nova Daytona SP3

Inspirada nos protótipos esportivos que dominaram Daytona em 1967, seu nome é uma homenagem à conquista histórica da Scuderia.

Na primeira rodada do Campeonato Mundial de Carros Protótipos de 1967, a Ferrari recebeu a bandeira quadriculada de 3 carros seus lado a lado: uma Ferrari 330 P3, uma 330 P4 e uma 412 P.

Assim, como uma homenagem icônica, a Daytona SP3 tem um design aerodinâmico e desempenho máximo, inspirado no 330 P4 da Ferrari dos anos 60.

A terceira filha da série Icona conta com o incomparável motor V12, que vai de 0 a 100 km/h em 2,85 segundos e tem velocidade máxima de 340 km/h e já foi muito utilizado na Fórmula 1.

Além disso, o motor também conta com outras atribuições: 6,5 litros, naturalmente aspirado, torque de 71,07 kgfm e incríveis 840cv de potência a 9.250 rpm. Tudo isso combinado ao câmbio de 7 velocidades e dupla embreagem da F1.

O supercarro foi previamente anunciado em outubro de 2021 e convites personalizados foram enviados, animando os fãs da Scuderia. 

Sendo integrante de uma série limitada e custando cerca de 2 milhões de euros (aprox. R$12.900.000,00), o novo esportivo certamente é um item de colecionador.

Leia Mais
Carros elétricos: sustentáveis, mas caros