A importância da octanagem do combustível

Descubra como a octanagem interfere no desempenho e potência do seu veículo

A octanagem, ou índice de octano, é uma mostra da capacidade que o combustível tem de resistir ao aumento da pressão e da temperatura na câmara de combustão. A constituição da gasolina varia de um tipo para outro, portanto a performance também varia. Dessa forma, uns resistem mais e outros menos.

Os combustíveis de alta octanagem suportam mais taxas de compressão sem detonar, ou seja, pegar fogo. Os de baixa octanagem podem danificar o motor e diminuir a potência. Sendo assim, o condutor pode gastar mais dinheiro e emitir mais poluentes por meio do seu veículo. É possível aumentar a octanagem da gasolina, através do acréscimo de certos compostos, os antidetonantes. O etanol é um deles.

Dentro do motor quatro tempos há um pistão que comprime o combustível junto do ar. Quando essa mistura está totalmente comprimida, a vela que se encontra no topo produz uma faísca e ela explode. Quanto mais a mistura é condensada, maior a potência. 

A taxa de compressão mostra a quantidade de vezes que a mistura de ar e combustível foi comprimida dentro dos cilindros do motor. Conforme essa taxa aumenta, a mistura é cada vez mais comprimida. Uma taxa de compressão alta irá conferir mais potência, torque, melhor performance e até economia. Na ficha técnica a informação aparece, por exemplo, como “9:1”, indicando, nesse caso, que ela foi rebaixada nove vezes. 

O número de octanas de um combustível é medido por meio de dois meios: o primeiro é o Research Octane Number (RON), que significa Número de Octanas de Pesquisa. Nele, observa-se a resistência em relação a detonação em um motor-padrão que funciona em giros baixos. O segundo é o Motor Octane Number (MON), que significa Número de Octanagem do Motor, onde o motor-padrão funciona em altos giros.

Em 2020, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) criou uma regra em relação à octanagem da gasolina comum. A densidade foi modificada e o mínimo do valor da octanagem aumentado de 87 RON para 92 RON. Já do etanol, o mínimo é 112 RON.

Dessa maneira, carros geram mais potência quando abastecidos com etanol, porque possui uma octanagem maior, logo o combustível aguenta mais pressão e tem maior taxa de compressão.

Na Europa e nos Estados Unidos, as bombas de combustível informam o número de octanagem, diferente do Brasil. A gasolina brasileira é composta por 30% de etanol, fazendo com que ela possa ser colocada em qualquer carro, mas é importante se atentar à taxa de compressão.

As gasolinas brasileiras com maior octanagem são a Podium e a Octapro, ambas com 102 octanas RON e 25% de etanol em sua composição. A primeira é muito comercializada no Brasil e em outros países e é a mais cara, ela foi desenvolvida para carros de alta performance. Não há outras gasolinas com octanagem superior a essas duas, no resto dos países as maiores têm números de octanas que variam na casa dos 90.

A alta octanagem do combustível não corresponde necessariamente a uma alta qualidade, cada carro é um carro e tem características e necessidades distintas. Dessa forma, consulte o manual do proprietário para descobrir o nível de octanagem indicado para seu veículo.

Leia Mais
MANN-FILTER disponibiliza Kit de filtros