Concessionária apela ao divulgar falsa Amarok

Empresa argentina publicou imagens falsas sobre o veículo. Confira o que foi confirmado sobre o novo modelo

A concessionária oficial da Volkswagen na Argentina divulgou conteúdo  falso sobre o novo modelo da Amarok.  O anúncio foi publicado na internet com a suposta nova picape da marca. Como mostrou a apuração do Jornal do Carro, tudo não passou de uma manobra para aumentar o número de clientes.

A Volks previu o lançamento da nova Amarok para 2022. Até agora, a marca apenas revelou o design durante um evento virtual. O novo modelo será inspirado no Ford Ranger. 

A produção só será possível devido a uma parceria entre a Volkswagen e a Ford para veículos comerciais. A fábrica em que a Amarok era produzida, localizada na Alemanha, apreciará apenas elétricos de linhas premium, como o ID Buzz. 

O novo endereço de produção será a África do Sul, onde existem investimentos em capital produtivo por parte da montadora norte-americana. A distância coloca dúvidas na chegada do modelo à América do Sul.

O objetivo é popularizar o novo veículo nos países do Oriente Médio, Ásia e América do Norte. Em maio de 2021, a montadora alemã solicitou o registro da picape médica nos Estados Unidos. Caso a tendência da exclusão de países latino americanos se confirme, o Brasil terá a Tarok e o Fiat Toro como substitutos.  

A colaboração também inclui partes mecânicas. As marcas irão compartilhar a plataforma e adotar os motores da Ford. A expectativa é que a nova Amarok seja equipada com um motor de 300 cv.

O atual modelo da picape possui destaque pelo motor. São 258 cv de potência a 3.250 rpm. O 3.0 diesel vai de 0 a 100 km/h em 7,4 segundos. Os 59,1 kgf.m de torque são proporcionados pela injeção direta, 6 cilindros em V e turbo compressor. 

Apesar de não existirem certezas sobre o novo modelo, a perspectiva é que atributos como itens sejam mantidos ou melhorados. Entre outros equipamentos de segurança na versão V6 Extreme estão: freios ABS, função off-road, controle eletrônico de estabilidade e tração e sistema de frenagem pós-colisão.

Por ser uma picape, a robustez da caçamba deve ser mantida. Hoje em dia, é possível transportar até 1.139 quilos na caçamba. 

Dentre os destaques do modelo apresentado em uma conferência de imprensa pela Volks está o novo para-choque. Ele e a grade parecem ser reciclados do Taos e Tarok, seguindo o DNA pensado pela marca

Estribos laterais, rack de teto e sanatório estavam presentes nas versões anteriores da picape. E, se não houver mudanças no design, estarão também na nova Amarok.

Leia Mais
Volkswagen anuncia o lançamento da Kombi elétrica com sistema autônomo