1,8 milhão de dólares foi o preço do conserto do carro de Verstappen, segundo a Red Bull

Empresa norte-americana detalhou os gastos destinados ao reparo; Relembre o acidente que causou danos ao veículo do piloto holandês e o cenário atual da Fórmula 1

O diretor da equipe Red Bull da Fórmula 1, Christian Horner, afirmou que foram necessários gastos de 1,3 milhão de libras (cerca de 1,8 milhão de dólares) para o conserto do carro de Max Verstappen. O motivo? Reparar os danos causados no veículo, após o acidente envolvendo a rival Mercedes.

No Grande Prêmio da Grã-Bretanha, que ocorreu em 18 de julho deste ano, Verstappen e o heptacampeão mundial Hamilton colidiram na primeira volta da corrida. Isso aconteceu durante uma curva, quando o piloto da Mercedes tentou ultrapassar o da Red Bull, que liderava. 

A partir disso, a opinião popular se dividiu, já que muitos apontaram Hamilton como o “culpado” pela colisão, fazendo uma manobra imprudente, a qual prejudicou – e muito – o outro competidor. No entanto, o piloto da Mercedes não foi punido e garantiu a vitória no circuito de sua nação natal. 

No outro lado da história, o piloto holandês Max Verstappen precisou abandonar a prova e foi levado a um hospital para ser examinado. Além disso, há as consequências orçamentárias para a Red Bull, também motivo de preocupação para todo o staff. 

“Esse acidente custou aproximadamente 1,8 milhão de dólares e tem consequências orçamentárias significativas neste momento de restrição”, escreveu Horner no site oficial da equipe de F1.  O diretor da Red Bull e o piloto afetado também criticaram Hamilton por celebrar a vitória, algo “desrespeitoso e antidesportivo”, nas palavras de Verstappen.

Ainda para a Red Bull: “A equipe da Mercedes estava ciente da gravidade do acidente (…), é inconcebível não informar o seu piloto sobre a situação”. 

Pelo visto, o clima de rivalidade entre as duas equipes estará bem tenso até o final da temporada. Afinal, mesmo antes do incidente, já era assim. A Mercedes traz uma hegemonia de títulos da F1 nos últimos anos, enquanto a Red Bull e o promissor Verstappen lutam cada vez mais pelo pódio.

Leia Mais
Em extinção no Brasil: os carros de passeio com motor a diesel