Conheça o e-delivery, caminhão elétrico da Volkswagen

O primeiro veículo elétrico desenvolvido no Brasil começa a ser produzido em série

Em teste desde 2017, o caminhão desenvolvido pela Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) começa a ser produzido em série a partir de junho de 2021. O primeiro pedido é de 1.600 veículos para uma das parceiras do projeto, a Ambev. 

Para conseguir implementar a operação, a VWCO fez mais de 100 testes com o e-delivery, totalizando 400 mil quilômetros rodados. A equipe, composta por 50 pessoas, incumbida pelo desenvolvimento do caminhão elétrico, foi responsável por levar o veículo a diversas situações para testar sua capacidade. De trânsito em centros urbanos a viagens mais longas. 

O e-delivery chega ao mercado com quase 400 cv e torque de 219 mkgf. Durante os testes práticos, estimou-se que 6,5 mil litros de diesel foram economizados e 22 toneladas de dióxido de carbono deixaram de ir para a atmosfera.

O caminhão possui 2 conjuntos de baterias possíveis para compra, o de três packs, que geram autonomia de até 120 Km. E o de seis packs, com autonomia de até 200 Km. Para recarregá-las, a Volks prepara, junto com a Enel (empresa de energia), 30 carregadores de carga rápida pelas estradas.

A princípio, as estruturas serão colocadas nas principais estradas do país, como São Paulo e Rio de Janeiro. Porém, os planos da empresa são de expansão, visto que o motor e-Flex, que transforma a energia dos combustíveis em elétrica para as baterias, está em planejamento pela VWCO.

Outras novidade do desenvolvimento do e-delivery é o modelo de negócios, o e-Consórcio. Dentro da fábrica em Resende(RJ), onde o veículo será produzido, também estarão presentes as marcas que envolvem a produção do caminhão. Como a Moura, responsável pelas baterias, a Weg, fabricante do motor, a Meritor, fabricante do eixo trativo, e a Semcon, que desenvolve a tração elétrica e outras peças, como  compressor de ar. 

Apesar de algumas produções do e-delivery serem separadas de veículos “comuns”, a convivência dos funcionários com o desenvolvimento desse tipo de veículo é importante para os próximos projetos. Desde já serão seguidos protocolos de segurança específicos para a produção de caminhões e carros elétricos.

Para viabilizar todo o processo, a VWCO contou com investimento de 150 milhões de reais pela Traton, grupo dono da empresa. O projeto faz parte de um plano maior da Traton, de até 2025, investir 1,6 bilhão de euros em desenvolvimento de veículos elétricos. 

Leia Mais
Válvulas termostáticas Magneti Marelli promovem qualidade essencial para a vida útil do motor