Conheça o e-delivery, caminhão elétrico da Volkswagen

O primeiro veículo elétrico desenvolvido no Brasil começa a ser produzido em série

Em teste desde 2017, o caminhão desenvolvido pela Volkswagen Caminhões e Ônibus (VWCO) começa a ser produzido em série a partir de junho de 2021. O primeiro pedido é de 1.600 veículos para uma das parceiras do projeto, a Ambev. 

Para conseguir implementar a operação, a VWCO fez mais de 100 testes com o e-delivery, totalizando 400 mil quilômetros rodados. A equipe, composta por 50 pessoas, incumbida pelo desenvolvimento do caminhão elétrico, foi responsável por levar o veículo a diversas situações para testar sua capacidade. De trânsito em centros urbanos a viagens mais longas. 

O e-delivery chega ao mercado com quase 400 cv e torque de 219 mkgf. Durante os testes práticos, estimou-se que 6,5 mil litros de diesel foram economizados e 22 toneladas de dióxido de carbono deixaram de ir para a atmosfera.

O caminhão possui 2 conjuntos de baterias possíveis para compra, o de três packs, que geram autonomia de até 120 Km. E o de seis packs, com autonomia de até 200 Km. Para recarregá-las, a Volks prepara, junto com a Enel (empresa de energia), 30 carregadores de carga rápida pelas estradas.

A princípio, as estruturas serão colocadas nas principais estradas do país, como São Paulo e Rio de Janeiro. Porém, os planos da empresa são de expansão, visto que o motor e-Flex, que transforma a energia dos combustíveis em elétrica para as baterias, está em planejamento pela VWCO.

Outras novidade do desenvolvimento do e-delivery é o modelo de negócios, o e-Consórcio. Dentro da fábrica em Resende(RJ), onde o veículo será produzido, também estarão presentes as marcas que envolvem a produção do caminhão. Como a Moura, responsável pelas baterias, a Weg, fabricante do motor, a Meritor, fabricante do eixo trativo, e a Semcon, que desenvolve a tração elétrica e outras peças, como  compressor de ar. 

Apesar de algumas produções do e-delivery serem separadas de veículos “comuns”, a convivência dos funcionários com o desenvolvimento desse tipo de veículo é importante para os próximos projetos. Desde já serão seguidos protocolos de segurança específicos para a produção de caminhões e carros elétricos.

Para viabilizar todo o processo, a VWCO contou com investimento de 150 milhões de reais pela Traton, grupo dono da empresa. O projeto faz parte de um plano maior da Traton, de até 2025, investir 1,6 bilhão de euros em desenvolvimento de veículos elétricos. 

Leia Mais
Tempo cria e destrói os mitos do ofício da reparação automotiva