Volkswagen anuncia o lançamento da Kombi elétrica com sistema autônomo

Famosa Kombi chegará no mercado em 2025 e, desta vez, além de elétrica, contará com  mudanças em seu tamanho

Um dos primeiros veículos a serem produzidos no Brasil, a Kombi foi chegou em território brasileiro em 1957, mas seu lançamento data de 1950. Agora, após 75 anos desde seu lançamento, em 2025, será possível contemplar uma versão mini, elétrica e autônoma da famosa Kombi.

Desde que sua produção no Brasil foi interrompida em 2013, nunca mais havia sido falado sobre o lançamento de uma nova versão da Kombi. No entanto, a Volkswagen confirmou ainda em 2020 (https://novovarejo.com.br/volkswagen-confirma-kombi-eletrica-com-sistema-autonomo-para-2025/ ) que em três anos será lançado o modelo I.D Buzz, considerado a Kombi do futuro.

A I.D Buzz, ao contrário da Kombi tradicional, está carregada de tecnologia. De acordo com avaliações, esse fator pode ser percebido antes mesmo de entrar no novo elétrico da Volkswagen, já que a porta se abre automaticamente, mediante um aceno de mão.

Além da alta tecnologia logo na entrada da nova Kombi, sua traseira possui acesso facilitado pelas portas de correr e pelo fato de os bancos dianteiros ficarem bem deslocados à frente. Espaço não será um problema, já que a I.D Buzz comporta  oito passageiros.

Outro aspecto positivo na I.D Buzz é a disposição dos quatro motores elétricos, sendo um por roda, deixando a cabine da Kombi ainda mais espaçosa. Com motores e baterias na parte baixa, a I.D. Buzz tem dois porta-malas, um na frente e outro atrás.

O novo modelo elétrico da Volkswagen ainda contará com uma tela com projeção gráfica no para-brisa que passa ao motorista as principais informações. Ademais, será possível desativar o modo autônomo. Para isso, basta pressionar o logo VW no painel à frente da posição do motorista. Assim, a coluna se projeta, aproximando das mãos do piloto do painel que passa a cumprir a função de volante.

A entrega instantânea de torque também foi um fator surpreendente na nova Kombi.  Espera-se que a versão de produção tenha também uma configuração de entrada, com dois motores, um por eixo, com 200 cv cada um, gerando uma potência combinada de 375 cv. 

Com relação ao desempenho, a Volkswagen estima que ela vá de 0 a 100 km/h em 5 segundos. A velocidade máxima, no entanto, por questão de segurança, é limitada a 160 km/h. 

Um aspecto surpreendente na nova Kombi e com relação a sua função. Para além de um tradicional automóvel, a I.D. Buzz estará habilitada a ser uma espécie de escritório móvel, com elevado grau de conectividade.

Se uma versão da nova Kombi já é uma ótima notícia, quem dirá duas! O veículo será comercializado em duas versões, sendo a mais sofisticada aquela que oferecerá um sistema de tração nas quatro rodas; potência total de 369 cavalos; bateria robusta de 111 kWh; autonomia de 435 km; e velocidade máxima de 160 km/h. 

A versão mais simples, por sua vez, terá tração apenas traseira, com uma bateria de 83 kWh produzindo o equivalente a 268 cavalos. Além disso, sua  autonomia será de 320 km com uma carga completa. 

Por fim, há 75 anos a Kombi se tornou um dos veículos originalmente brasileiros mais queridos pela população. Mesmo após a paralisação da produção da Kombi em 2013, agora os amantes desse veículo já podem comemorar e ansiar pelo lançamento das duas novas versões da Kombi elétrica e autônoma.

Leia Mais
A oficina das cinco mulheres