Reliant Robin – o estranho e singular automóvel

Imagine um carro popular com uma roda na frente e duas atrás. Estamos falando do excêntrico e incomum Reliant Robin. O veículo começou a ser produzido em 1973, pela Relaint Motor Company, na cidade de Tamworth – Reino Unido.

O carro ficou por 28 anos no mercado e chegou a fazer sucesso na Europa. Apesar de pouco conhecido no Brasil, o carro é considerado o segundo carro de fibra de vidro mais popular da história.

Geração Reliant

A Reliant fabricou o Regal, outro carro com três rodas, que também fez sucesso, mas nada comparado com o Robin. O peculiar carro teve sua primeira geração lançada em outubro de 73 e possuía um motor de 750cc. Em 1975, o automóvel ganhou algumas melhorias. Uma delas foi um upgrade no motor, que foi para 850cc.

A segunda geração do Robin foi lançada em 1989. O carro ganhou um novo corpo em fibra de vidro e ganhou uma versão station wagon. No mesmo período, a Reliant lançou o Rialto, outro veículo de três rodas, mas com a proposta de ser um modelo mais barato.

Em 1999, a Reliant lança a terceira e última geração do Robin. A versão recebeu diversas mudanças, como os painéis foram, que foram totalmente alterados, além de novas lâmpadas frontais do Corsa.

A última geração também foi a mais tecnológica. Ele foi o primeiro a ser projetado em um computador e recebeu conceitos elétricos, diesel e pick-up. Em 2000, anunciaram o fim da produção e foram fabricados 65 versões especiais de despedida e o último foi doado pelo jornal The Sun em uma promoção de dia dos namorados, em 2001.

Reliant Robin

Curiosidades

Em julho de 2001, a inglesa B&N Plastics voltou a produzir o veículo sob licença. Infelizmente, a tentativa da empresa não deu certo e foram produzidos apenas 40 unidades, em duas versões do veículo.

Ao levar em consideração as duas empresas, o Robin foi produzido até 2002 e marcou presença na cultura popular do Reino Unido. Ele ficou famoso com suas constantes aparições na série de comédia do Mr. Bean e em clipes musicais.

Na série Top Gear, o Reliant Robin causou polêmica, pois o comediante e piloto Jeremy Clarkson modificou o carro para que ele capote em todas as curvas. Acontecimento que deixou os amantes do veículo enfurecidos.

Leia Mais
Entrevista com Bruna Tomaselli: a representante brasileira na WSeries